Av. Ireno da Silva Venâncio, 199 - Protestantes - Votorantim SP | Fone: (15) 3353-9333 - Cel: (15) 99832-9147

BLOG

O que é revestimento de conversão?

Um revestimento de conversão é um tratamento de superfície de metal que oferece resistência à corrosão e resistência ao desgaste ou uma camada receptiva para tintas, corantes, lubrificantes, ou adesivos, além de servir como decoração. Estes revestimentos são alcançados por processos químicos ou eletroquímicos que fisicamente convertem os componentes da superfície do metal para o acabamento desejado. O mais comum destes processos de conversão utilizam óxido, fosfato, e cromato. Conversões de óxido são usados em vários metais como revestimentos decorativos e resistentes à corrosão. Conversões de fosfato e cromato oferecem acabamentos mais especializados, melhoram a resistência ao desgaste, e servem como elementos condutores, primers para tintas e adesivos, ou camadas de reservatório para lubrificantes.

As partes metálicas são frequentemente tratadas com processos de reforço de superfície ou alterando para melhorar a aparência ou características do trabalho do metal. A família dos tratamentos de revestimento de conversão é um exemplo amplamente utilizado deste tipo de processo e pode ser aplicada a uma variedade de metais, incluindo aço, cobre , alumínio e latão. Alcançados por transformação química ou eletroquímica, os revestimentos de conversão alteram e melhoram as características superficiais existentes.

O revestimento de conversão de óxido, uma das três variantes comuns, é normalmente aplicado às ligas de ferro, tais como aço, embora seja por vezes utilizado em cobre e latão. Revestimentos de óxido são alcançados através da exposição da superfície do metal a produtos químicos que reagem com componentes particulares no metal para formar uma camada de óxido de reforço. Estes revestimentos emprestam resistência à corrosão, qualidades decorativas, estabilidade dimensional, e, em alguns casos, uma camada receptiva para as tintas. Tratamentos de óxido de revestimento de conversão são comumente encontrados em peças produzidas em massa, tais como parafusos, rolamentos, armas de fogo, e ferramentas.

O fosfato também pertence ao tratamento de revestimento de conversão. Este revestimento de conversão envolve a pulverização do fosfato ou processo de imersão durante o qual uma camada cristalina de ferro, de zinco, ou manganês surge na superfície do metal. A fosfatação de ferro é aplicada como uma resistência à corrosão, iniciando a camada de pintura. Camadas de zinco são utilizadas como um primer em tinta de automóvel ou em eletrodomésticos. Camadas de fosfato de manganês são aplicadas a peças de alta tensão do motor, como pistões, anéis, árvores de cames e engrenagens onde atuam como um redutor de atrito e um reservatório de óleo lubrificante.

O terceiro tipo de revestimento de conversão, o tratamento de cromato, confere um revestimento claro ou amarelo em peças de metal. Revestimentos de conversão de cromato podem ser usados em conjunção com outros processos, como anodização, onde são aplicados como uma camada de máscara para formar caminhos condutores. Esses acabamentos oferecem boa resistência à corrosão e conduz bem a eletricidade. Eles podem também ser aplicados como iniciadores para tintas e corantes. Os revestimentos de cromato são tipicamente aplicados como camadas de proteção sobre as ligas de alumínio que não podem ser anodizadas.

Manutenção & Suprimentos.

TRATAMENTOS DE SUPERFÍCIE FOSFER - METALFAST

  • Eletrodeposição
  • Zinco
  • Liga Zinco-Ferro
  • Liga Zinco-Níquel
  • Agentes deslizantes
  • Organo Metálico - Zinc Flakes
  • Magni
  • Geomet 321
  • Geomet 500
  • Top coats
  • Galvânica
  • Jateamento
  • Extração de Hidrogênio
  • Desplacamento
  • Limpeza superficial
  • Galvanoplastia
  • Tratamento de Superfície
  • Zincagem